Confira nossa lista de motos favoritas para 2020

Ter uma moto nunca sai de moda e apresenta muitos benefícios par ao seu comprador. Seja por seu valor em conta, por sua otimização de combustível ou por sua fácil locomoção, este veículo promete ser tendência para este ano e já temos uma lista com as mais desejadas. Quer saber quais são? Então confira o texto a seguir e conheça as motos favoritas para 2020:

Honda CB 300

Quem é fã de motocicleta, precisa conhecer a Honda CB 300 2020, um modelo esportivo da Honda. A CB e uma das mais completas do mercado e promete um desempenho excelente tanto para a área rural quanto para a área urbana. Devido ao seu bom desempenho em diferentes tipos de terreno, a Honda CB 300 é uma das mais esperadas para o próximo ano.

Alem de seu visual esportivo, é importante mencionar a tecnologia do modelo, sendo encontrado nas cores vermelha, branca e preta. É possível abastecer o tanque com gasolina ou etanol.

Yamaha XT 660

Outro modelo que foi bastante aguardado e já é um dos favoritos para este ano é a Yamaha XT 660 2020Em 2018, a XT parou de ser produzida, entretanto, não deixou de fazer sucesso com o público.

Seu lançamento de 2020 é o assunto do mercado e muita gente já quer garantir a aquisição. O modelo tem um desempenho surpreendente para estradas de terra.

Honda Pop 110i

Outro modelo da Honda que está entre os lançamentos de motos é a Honda Pop 110i. A moto de poucas cilindradas é ideal para quem está começando a dirigir agora ou para quem percorre diariamente pequenas distâncias. O modelo já bem popular no mercado, mas o que mudou em relação a versão de 2020 foi a segurança.

A Honda Pop é muito vantajosa em vários sentidos e agora que está modernizada, apresenta mais conforto e segurança para o motorista no dia a dia. Com seu sistema de freios ABS ou CBS, dependendo do modelo, a Pop traz mais confiança na hora de dirigir.

Kawasaki Ninja 400

Para quem prefere um veículo com mais potência e desempenho satisfatório na estrada, o modelo mais completo é a Kawasaki Ninja 400. A moto já impressiona em diversas categorias, mas a sua versão 2020 promete ainda mais facilidade para o comprador.

Vale mencionar também que desde a sua criação, a moto passou por atualização e promete mais facilidade na hora de conduzir, já que perdeu 4 kg de seu peso total.

5 Estados que mais arrecadam com o IPVA no pais

O Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) é um das taxas anuais mais altas para os donos de carros no Brasil. O valor é muito importante para os órgãos de trânsito. Alguns estados possuem uma cobrança de porcentagem sobre o preço original do veículo mais alta que outras e por isso, arrecadam mais do IPVA. Você sabe quais são? Confira abaixo os 5 estados que mais arrecadam com o IPVA no país.

São Paulo

O IPVA é um dos impostos mais altos para os proprietários de veículos e a sua cobrança é efetuada no começo do ano. Em algumas regiões, como é o caso do estado de São Paulo, a porcentagem aplicada sobre o valor original do veículo é de 4%.

Além da taxa acima da média, São  Paulo também conta com uma super população habitando a região, ou seja a arrecadação com impostos é elevada. O IPVA chega a render para o estado e município de emplacamento do automóvel mais de R$ 13 milhões.

Rio de Janeiro

Outro estado que está neste ranking é o Rio de Janeiro. Não é novidade que o custo de vida na região seja muito mais alto do que na maioria dos estados, por isso, o IPVA RJ 2019 não poderia ser diferente.

O Rio tem uma grande quantidade de carros circulando e devido a isso, a arrecadação proporcionada aos órgãos responsáveis é vasta. Quem ainda não conferiu o imposto, pode realizar a consulta do IPVA 2019 RJ e ficar informado!

Minas Gerais

O estado de Minas Gerais também aponta altos índices de acordo com a cobrança do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, chegando a ser mais de R$ 4 milhões para uma população de aproximadamente 20 milhões de pessoas.

O dinheiro é igualmente direcionado para o estado e para o município em que o veículo foi emplacado. Vale lembrar que a porcentagem do IPVA em Minas é de 4% e você pode chegar a pagar R$ 1.576 de imposto por um modelo de carro popular.

Rio Grande do Sul

Outra região que possui um custo de vida mais alto que o habitual é o Rio Grande do Sul. Não só o IPVA é mais alto, como também, outros impostos.

O estado tem uma população um pouco maior que 11 milhões de pessoas e arrecada anualmente mais de R$ 2 milhões do IPVA. A taxa do imposto é de 3%.

Paraná

Muito parecido com os números do Rio Grande do Sul, o Paraná também fica entre os estados que mais arrecadam com o valor do IPVA, chegando a mais de R$ 2 milhões.

A população é um pouco superior a 11 milhões de pessoas e quem possui um veículo na região, vai precisar desembolsar 3,5% do preço original do carro.

Onde consultar a tabela de pagamento do Licenciamento

O licenciamento do veículo é um dos documentos mais importantes para os proprietários de veículos e por isso, é necessário cumprir com ele dentro do prazo estabelecido pelos órgãos responsáveis. Você sabe onde consultar a tabela de pagamento do licenciamento do seu carro? Leia o texto a seguir e descubra.

O que é o licenciamento?

Existem algumas taxas obrigatórias que são cobradas dos proprietários de veículos no país, como por exemplo o IPVA e o DPVAT. Ambos os valores são muito importantes, mas além deles, é preciso cumprir com o licenciamento do veículo.

O licenciamento, ou o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV), é um documento que comprova a aptidão do veículo para circular de forma regular nas vias.

Cada estado possui um Detran responsável pela região, isto quer dizer que a consulta do Licenciamento RJ 2019 deve ser feita com os órgãos responsáveis pelo Rio de Janeiro.

Enquanto para o Licenciamento SP 2019você deverá acessar ou se dirigir ao Detran de São Paulo para maiores informações a respeito deste documento.

Onde consultar a tabela de pagamento?

Mas afinal, onde encontrar a tabela de pagamento da CRLV 2019? Os impostos para donos de veículo geralmente tem um valor diferente dependendo do estado, como é o caso do Imposto sobre a Propriedade de Veículos.

Entretanto, para o licenciamento, o valor é o mesmo em todo país, podendo sofrer alteração de acordo com o ano. O valor fica entre R$ 90 e R$ 100. Mas é importante enfatizar que este pagamento precisa ser realizado de acordo com as datas previstas pelos órgãos responsáveis, como você pode conferir na tabela de pagamento abaixo:

Se você ainda tiver alguma dúvida quanto ao limite de pagamento desta taxa, deve entrar em contato com o Detran da sua região e se informar. O licenciamento é muito importante para o seu veículo!

Como realizar o licenciamento?

O licenciamento funciona como o documento oficial do seu veículo e para poder realizá-lo, é necessário não possuir pendências com o Detran. Isto quer dizer que multas e atrasos de impostos obrigatórios impedem a emissão da CRLV.

Antes de pagar o licenciamento, você deve cumprir com os outros valores. Este pagamento pode ser efetuado via internet banking, nas agências lotéricas, caixas eletrônicos ou agências bancárias.

Cumprir com o licenciamento é fácil e simples, e vale lembrar que não portar este documento pode acarretar na cobrança de multas e acréscimo de pontos na carteira de motorista!

Trabalhar como PJ: Pontos que você deve levar em contar antes de decidir

Exercer funções como pessoa jurídica pode trazer muitos benefícios para o trabalhador, mas também existe um outro viés a ser observado. Se você está pensando em se encaixar nesta modalidade de prestação de serviço, saiba a seguir o que você deve levar em conta antes de decidir ser um PJ no mercado de trabalho.

Muitas empresas preferem que o trabalhador exerça funções para ela sem estar assegurado pela CLT, assim ele ficará responsável pelos próprios benefícios que antes eram descontados do seu salário bruto.

Esta categoria que não tem vínculo com a CLT representa os trabalhadores que atuam como pessoa jurídica. Confira abaixo pontos que você deve avaliar antes de se tornar PJ.

Aposentadoria

Trabalhando de acordo com a CLT, o funcionário recebe descontos mensais no seu salário bruto aos benefícios que podem lhe assegurar, como por exemplo, a aposentadoria. Quando passa a ser PJ, o trabalhador fica responsável pelo pagamento da contribuição de acordo com a tabela de INSS 2019.

A diferença no valor do benefício pode ser grande, por isso o PJ deve ficar atento ao que já foi cumprido. É necessário visualizar a média de contribuição no Meu INSS 2019.

Imposto de renda

O imposto de renda é uma declaração anual que deve ser realizada pelos contribuintes. O IR se divide em imposto de renda para pessoa física e imposto de renda para pessoa jurídica.

O IR para pessoa jurídica deve ser cumprido da mesma forma e pode ser um pouco mais burocrático, por isso, os especialista de economia indicam a contratação de um contador para realizar a declaração do imposto de renda.

Remuneração

Em compensação aos contras, vale lembrar que o profissional que atua no mercado como PJ recebe cerca de 40% a mais do que o trabalhador que atua através da CLT.

A remuneração é estável, mas vale lembrar que o profissional será responsável pelo pagamento de alguns tributos mensais em relação ao seu salário atual.

Benefícios trabalhistas

Como você já pôde conferir, a pessoa jurídica tem direito a assistência mas não a aposentadoria sem ser por contribuição independente. Além disso, o PJ também fica sem acesso ao seguro desemprego.

O seguro desemprego, assim como o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e o décimo terceiro salário não podem ser acessados pelo PJ no momento de demissão. O que será pago é referente aos dias de serviço prestado e mesmo sem prestação de justa causa, este trabalhador não ficará coberto pela CLT.

Formas de usar a nota de ENEM para iniciar um curso gratuito

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma avaliação muito importante que tem grande peso educacional. Através do exame, os estudantes podem começar o seu curso ideal e conquistar o tão esperado diploma. Existem algumas possibilidades que você pode acessar para começar um curso gratuito através da prova do Enem. Você sabe quais são? Veja o texto a seguir e confira.

Sisutec

O Sisutec é uma iniciativa muito importante que faz parte do viés do Pronatec. Os programas trabalham juntos para que mais estudantes possam entrar em contato com o ensino técnico. Para participar das inscrições Pronatec 2019o estudante deve se inscrever na plataforma digital do Sisutec e ficar atento às vagas.

O programa dispõe de algumas regras para os cursos Pronatec 2019, e uma delas é a realização do Exame Nacional do Ensino Médio. Além disso, o candidato deve ter pontuação mínima de 450 pontos em cada etapa do Enem e não pode zerar a redação do exame.

Sisu

O Sistema de Seleção Unificada (SISU) também pode ser utilizado para conseguir o seu curso gratuito. O programa é responsável pela distribuição de vagas do nível superior na rede pública de ensino.

Pode participar da seleção quem realizou a versão mais recente do Enem. As bolsas são distribuídas de acordo com a pontuação que os candidatos alcançaram. Para garantir a sua bolsa é preciso superar a nota de corte gerada pelo sistema.

Prouni

O Programa Universidade Para Todos é muito semelhante ao Sisu, mas este é destinado à distribuição de vagas na rede privada de ensino superior. O programa também necessita da participação dos candidatos no Enem.

Dependendo da pontuação alcançada e dos critérios socioeconômicos exigidos, o participante pode conseguir bolsas de estudo parciais ou integrais. É válido lembrar que o sistema de distribuição de vagas também depende da superação de nota de corte os curso selecionado pelo estudante.

Fies

O Fies é um programa de financiamento estudantil que visa cumprir as mensalidades dos estudantes que não podem arcar com os custos integrais de uma graduação. De acordo com as regras do programa, é preciso participar do Exame Nacional do Ensino Médio para ter direito ao auxílio.

O estudante deve ter nota superior a 450 pontos e também não pode zerar a redação do Enem. A solicitação do financiamento pode ser requirida através do SisFies pela internet. Depois é só firmar o contrato com o melhor banco para você e começar o seu curso!

Servidor público pode ser demitido sem justa causa?

O setor público pode ser considerado uma categoria à parte do mercado de trabalho, isto porque tem forma de seleção e atuação um pouco diferente do setor privado. Com estas diferenças, acabam surgindo dúvidas em relação ao funcionamento das leis trabalhistas para o servidor público. Você sabe, por exemplo, se este funcionário pode ser demitido sem justa causa? Veja esta e mais informações no texto a seguir!

Quais os benefícios dos cargos?

Os funcionários do setor público dispõem de alguns benefícios e por isso, as vagas disponibilizadas através de concurso são bastante concorridas. Confira abaixo os aspectos que mais chamam atenção na carreira:

Estabilidade

Tanto para o aspecto financeiro quanto para o aspecto profissional, o setor público irá proporcionar bastante estabilidade para a pessoa contratada.

Remuneração

Um dos pontos que mais chama atenção dos candidatos para concurso público é a remuneração, que mesmo para os cargos de nível médio são superiores à média salarial.

Carga Horária

Como não tem conexão direta com o comércio, a maioria dos cargos públicos funcionam em horários flexíveis, e isto quer dizer que, o servidor público terá uma carga horária de serviço menor.

Aposentadoria

A aposentadoria é um direito muito importante que pode garantir uma velhice mais tranquila e o servidor público poderá desfrutar de uma remuneração alta nesta época.

Como funciona a demissão para o servidor público?

A demissão é o pavor de todos os funcionários. Quando acontece com apresentação de justa causa, faz com que o funcionário perca seus direitos como o FGTS e o seguro desemprego e por isso, quem quer trabalhar para o setor público pode acabar se perguntando se a demissão sem justa causa pode ocorrer com estes servidores.

Com os servidores públicos são nomeados à seus devidos cargos através da prestação de concursosa ocorrência de demissão é um pouco diferente. O funcionário pode ser dispensando sem justa causa sim, mas isto só acontece através de processo administrativo. E mesmo assim, o servidor pode solicitar reintegração para o setor.

Como trabalhar no setor público?

Como mencionado, a única forma de ingressar em um setor público de forma legal é através da prestação de concursos públicos. Infelizmente, estes não são abertos todo ano.

Para participar, o candidato deve estar atento às divulgações de edital dos órgãos públicos e se inscrever para os concursos dentro do limite estipulado por cada um deles. Depois é só se preparar e aguardar a aplicação da prova!

Competências que todo jornalista deve ter!

O curso de jornalismo é um dos mais procurados do mercado e por isso, dispõe de muitos profissionais na área. Mas vale lembrar que assim como toda e qualquer profissão, o contratado do curso deverá dispor de competências básicas para ter sucesso no mercado de trabalho. Você sabe quais são elas? Para ser o diferencial no mercado, veja a seguir as competências que todo jornalista deve ter.

Poder investigativo

Todo jornalista deverá desenvolver o seu poder investigativo, sem importar a área de referência ou atuação. Saber avaliar a veracidade dos fatos, as fontes e o que vale ou não ser mencionado na sua investigação é essencial. Não se preocupe, pois a prática leva a perfeição e você poderá aprimorar esta competência na sua carreira.

Comunicação

A comunicação é um dos principais pontos desta carreira. Pode ser que, dependendo do cargo que você almeja nesta formação, você possa se utilizar mais ou menos do poder de comunicação. Há diversas maneiras de aperfeiçoar esta competência.

Preparo absoluto

O jornalista deverá estar disposto a lidar com novidades e notícias importantes 24 h por dia, por isso é necessário ter preparo absoluto. Este é um ponto indispensável se você quer ser um profissional que está na frente no mercado. Saiba pesquisar e esteja sempre informado, não importa o dia da semana!

Saiba pesquisar

Para qualquer tipo de jornalismo, a pesquisa é fundamental! Você estará fazendo o seu nome no mercado de trabalho e por isso, o jornalista se difere dos demais profissionais. Para que você mantenha a credibilidade com o seu público, é preciso pesquisar bem suas informações e certificar-se da veracidade de cada coisa, principalmente para os assuntos que você não domina.

Seja criativo

Nesta área, a intenção maior é informar o público, não importa qual a pauta e você encontrará diversos profissionais fazendo a mesma coisa. Portanto, a criatividade deverá ser uma competência trabalhada. Busque fazer o seu leitor pensar, traga novidades e seja sempre original em seus textos. Se possível, faça conexões e confirme a coerência do seu texto antes de publicá-lo.

Respeita a privacidade

Nesta carreira, manter contatos e fontes seguras é muito importante e pode auxiliar você em outros aspectos. Por exemplo, a respeitar a privacidade das pessoas e não acabar com um processo nas costas. É muito comum ser autuado por calúnia e invasão de privacidade nesta área, e o jornalista que souber desenvolver esta competência poderá se destacar entre os outros.